A presença de Deus

Quando você caminha e percebe a Natureza, em um belo jardim ou perto do mar ou até mesmo por uma rua urbana, você percebe como estamos cercados pela vida, que se manifesta em um céu azul dourado de sol ou grandiosamente tempestuoso ou lindamente estrelado?

O mar, tranqüilo e majestosamente belo ou bravio, forte e implacável; as plantas, belas e únicas em formas e cores; as folhas multiformes; os galhos que se curvam artisticamente ou indolentemente se movem com o vento e os troncos das árvores, verdadeiro trabalho de textura entremeado com cores fortes e fantásticas! E os animais, com seus olhinhos puros e sinceros aguardando um gesto de carinho para poderem demonstrar seu amor incondicional; os animais que mostram a você atitudes de verdadeiro amor e desprendimento até entre raças antagônicas.

Pequenas coisas, coisas banais... mas o significado dessa vida que nos cerca e que, associada a vida interna que borbulha em você mesmo são o testemunha irrefutável da Presença de Deus.

Em cada átomo de tudo que compõe o Universo reside a presença pura e perfeita do Amor e da Presença de Deus.

Mesmo que você entenda isso tudo à luz da Física Quântica que desvenda a Teoria das Cordas onde se conclui que, em última análise científica, o Universo é feito de sons, pode-se definir o Universo e todas as coisas que há nele como feitas do som suave e melodioso do Amor de Deus. E dentro desse Universo de melodia e amor, você também está incluído, por isso, é importante cantar a mesma melodia e vibrar no mesmo amor de que o Universo é feito!

E tudo a sua volta, inclusive você, existe em função do amor – e é pelo amor que você está na harmoniosa orquestra universal de sons para vibrar junto com todos os outros e intergrar-se a ela com sua nota única e necessária.

E então? Se você faz parte de uma harmonia sonora e amorosa tão grande, por que planta e convive com a desarmonia em seu mundo? O que, realmente, o faz desarmonizar-se com a natureza, o planeta, os animais, com os seus semelhantes e, pior do que tudo isso, consigo mesmo?

Já parou para ver ao invés de olhar? Já aprendeu ao invés de simplesmente passar pela vida? Já escutou ao invés de só falar? Já se apercebeu de que é parte do Universo, de que é divino em sua essência, sua formação e sua finalidade? Conscientizar-se é o primeiro passo; vivenciar, o segundo; e admitir que muito depende de sua atitude, sua decisão e sua concretização, o terceiro.

Você tem a dádiva de existir e vivenciar a Presença de Deus em tudo, principalmente dentro de você, nunca se esqueça disso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar! Está me ajudando a melhorar!
Beijos de luz
mirna