Ataques de energias negativas


As energias negativas - que infelizmente predominam no gigantesco mar de energias humanas no qual continuamente estamos submersos - felizmente não nos prejudicam gratuitamente, e sim, como já vimos, exclusivamente sob determinadas condições, por exemplo, se as atrairmos através da nossa geração de energias semelhantes e/ou idênticas.

Mas um outro exemplo é terrível porque pode independer completamente das nossas ações, haja vista que poderão nos atacar aquelas energias negativas geradas por outras pessoas, através dos seus pensamentos, sentimentos, emoções, palavras, desejos e ações de baixos teores vibratórios-morais que digam respeito a nós.

ATAQUE CONSCIENTE - É aquele em que alguém deseja, com todas as suas forças, que outra pessoa se prejudique séria e gravemente! Os motivos variam muito, porém, evidentemente, os mais freqüentes são ódio, vingança, despeito, inveja, ciúme, rancor e mágoa.

Em cada um destes ataques, o  infeliz atacante concentra toda a sua vontade na firme intenção do prejuízo da vitima, naqueles momentos em que ele se dedica àquela atividade maléfica. Na maioria das vezes são pensamentos-vontades específicos, invariavelmente emitidos com extraordinárias potências.

Exemplos:

Eu quero que Fulano morra!

Eu quero que Beltrano perca o emprego!

Em alguns casos, a característica (tristemente cômica e irônica) é que até o nome de Deus pode ser (e é) empregado nesse abominável ataque energético: Eu tenho fé em Deus que Sicrano nunca mais vai ter uma mulher! Eu tenho fé em Deus que Fulana vai ficar na miséria!

Agora imagine você quais poderão ser os efeitos desses ataques terríveis e potentíssimos?

O pior é que os seus infames autores tanto podem ser encarnados como desencarnados.

ATAQUE INCONSCIENTE E INVOLUNTÁRIO

É aquele em que alguém, mesmo especificamente não desejando que determinada pessoa se prejudique, gera energia de baixíssimo teor vibratório-moral quando pensa naquela pessoa!

Na maioria das vezes, o autor deste ataque não sabe que está agredindo aquela determinada pessoa com as suas energias negativas. As causas deste ataque podem ser diversas e as conhecemos muitíssimo bem no nosso dia-a-dia.

Relembremos algumas:

Despeito - Eu é que deveria ter sido promovido! E não Fulano!

Mágoa - Eu não esqueço o mal que o desgraçado do Beltrano me fez!

Ciúme - O idiota do Sicrano é o predileto de Fulana, mas eu é que devia ser!

Inveja - Beltrana é superantipática, mas como o seu namorado é lindo! A causa campeã absoluta! Fruto de inveja inconsciente, ou de inveja muito desenvolvida em vidas passadas, o pior tipo desses ataques involuntários é o chamado "olho grande" ou "olho grosso" que causa o conhecido "mau-olhado". Todos nós já soubemos (ou sofremos) de casos de pessoas que, por exemplo, elogiam uma planta, e aquela pobre planta, até então forte e bonita, murcha em pouquíssimo tempo. Ou de crianças sadias que adoecem logo após serem elogiadas. Mas tem um lado curioso. Alguns dos autores desses deletérios "maus olhados", pelo menos aparentemente, são pessoas boas e sinceras ao fazerem os elogios às suas "vítimas". Já outros, não conseguem disfarçar a enorme inveja. Normalmente, os autores de todos esses ataques inconscientes e involuntários são encarnados. Mas nada impede que sejam desencarnados, normalmente pessoas que conviveram conosco.

AGRAVANTE

Salvo raras exceções, a vítima desconhece completamente que está sendo bombardeada por essas energias tão nocivas. No entanto, facilmente podemos deduzir que, se a vítima conhecer o Magnetismo Humano, poderá desconfiar do ataque de energias humanas nocivas.

Como poderá desconfiar?

Pelos sintomas. E a partir daí poderá tomar as providências cabíveis.

CONSEQÜÊNCIAS

Sermos atacados por energias humanas negativas, necessariamente não significa sermos atingidos por elas!

Primeira hipótese - Poderemos ser atingidos parcialmente.

Segunda hipótese - Poderemos ser atingidos em cheio.

Terceira hipótese - Poderemos sair completamente ilesos, ou quase isto, como detalhadamente veremos adiante, em "Batalha de Energias".

Depende de que?

De uma série de fatores, destacando-se, dentre eles, aqueles dois que determinarão o resultado dessa batalha de energias humanas.

Por um lado - A potência da energia atacante, que sempre tem baixo ou baixíssimo teor vibratório-moral.

Por outro lado - A potência das nossas energias defensivas (no nosso campo magnético) que tiverem alto ou altíssimo poder vibratório-moral.

Em outras palavras nas batalhas entre energias humanas, ocorre o mesmo que naquela brincadeira de "cabo-de-guerra" - na qual um grupo de pessoas (um time) puxa a extremidade de uma corda, enquanto outro grupo (o outro time) puxa a outra extremidade daquela corda - quando sempre vencerá quem tiver maior força, independentemente de outras qualidades que tenham os dois adversários.

Nos ataques de energias humanas nocivas as qualidades dos adversários, das quais independem o resultado final, são os seus teores vibratórios-morais, ou seja, se são positivas ou negativas. Portanto, o resultado de cada uma e de todas as batalhas de energias humanas independe completamente dos teores vibratórios-morais que tenham as energias atacantes e as energias defensivas. Sempre vencerá a mais potente, seja negativa ou positiva!

Quanto às conseqüências, se uma pessoa for atingida por energias humanas nocivas alheias, ela poderá sofrer danos internos e/ou externos, de menor ou maior gravidade.

Danos internos - desde um simples mal-estar, irritação ou nervosismo, até uma doença grave. Em raríssimos casos poderá causar desencarne. Tudo dependerá da extensão das lesões e das partes do corpo físico que forem atingidas.

Conseqüências dos danos internos - o comportamento da pessoa atingida poderá ser negativamente alterado, como resultado dos nervosismo, irritação, mau-humor, dor, etc. E esse comportamento alterado, por sua vez, também poderá ser nocivo à pessoa atingida, por exemplo, ela poderá tratar mal ou agredir outras pessoas, que provavelmente revidarão.

Danos externos - as energias negativas atacantes, em estando incorporadas ao campo magnético da pessoa atingida, poderão atrair (magneticamente) encarnados e desencarnados semelhantes, que provavelmente prejudicarão aquela pessoa.

SINTOMAS

Atenção! Os sintomas desses ataques de energias humanas nocivas devem ser observados com muita cautela porque, à primeira vista, não são conclusivos. Caso a caso.

Pode ser, ou não, que se trate do efeito de ataque de energias humanas nocivas. Quais são esse sintomas? São acontecimentos, com você e/ou com pessoa(s) muito ligada(s) a você, de problemas e/ou comportamentos nocivos, estranhos e não habituais, e/ou outras coisas prejudiciais sem causas aparentes.

Como exemplos, eis algumas das outras principais características desses sintomas:

a - Normalmente, são acontecimentos súbitos.

b - Na maioria das vezes, isso ocorre repetidamente, em curto espaço de tempo.

c - Às vezes, trata-se de uma única coisa estranha e sem causa aparente, porém grave e séria.

d - Outras vezes, acontece uma doença à qual os médicos não conseguem curar, diagnosticar e muito menos compreender.

Ratificando: quando tais sintomas ocorrerem, não vá logo acreditando que se trata do ataque de energias nocivas humanas. Apenas desconfie, observe, e se for o caso, tome as providências cabíveis.

Aviso! Quem não agir assim, estará na trilha do fanatismo, quando tudo será considerado ataque de energias negativas. Conseqüentemente, aí, sim, se poderá atrair energias negativas que antes não se recebera!

Nunca se esqueça! Ocorrendo esses sintomas, em primeiro lugar tome as providências corretas para causas outras, que não o ataque de energias humanas nocivas. Por exemplo, no caso de uma doença, mesmo súbita, inexplicável e estranhíssima, primeiro procure o médico! Depois, ou simultaneamente, se for o caso, acione as "Defesas Magnéticas Corretivas" que veremos adiante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar! Está me ajudando a melhorar!
Beijos de luz
mirna