Técnica para a morte do ego


Não faz muito tempo, as hierarquias divinas chamaram todo a estudantada em esoterismo autêntico que trabalhava na morte de seus egos, para uma avaliação nos mundos internos, mais precisamente na quinta dimensão, o resultado já era de se esperar; quase ninguém estava tendo resultados efetivos na morte do ego. Parte conseguia a morte de apenas alguns detalhes que se manifestavam nos níveis mais conscientes da mente, enquanto a maioria absoluta de nossos detalhes vive aprontando em nossos níveis mais profundos, isso explica a dificuldade do desdobramento astral consciente, da dificuldade de lembrar dos sonhos e os ataques de luxuria no mundo astral e a reprovação maciça nas provas esotéricas aplicadas pelas Hierarquias Divinas tanto no mundo físico quanto nos internos (outras dimensões).

A análise feita concluiu que o que estava atrasando os estudantes era a técnica utilizada:

Após o ensinamento ter sido aberto publicamente para a humanidade, a morte do ego sempre foi considerado como um capricho dos estudantes, pois ficaram fascinados com um mundo novo de idéias e magia. Parte do fracasso se deve a má vontade da própria estudantada.

 A primeira técnica ensinada publicamente pelo Arcanjo Samael Aun Weor consistia na Análise dos diversos departamentos da mente,  na compreensão profunda do ego através da meditação, julgamento e através do arrependimento e finalmente a aniquilação.

Esta técnica é uma espécie de canhão atômico, ou como se pode dizer a morte do ego na velocidade do PUMA. Infelizmente poucos, muito poucos foram os que obtiveram êxitos nesta técnica, parte pela dificuldade em estudar um único ego e suas infindáveis facetas, compreende-las pela técnica de meditação incluía além de tudo a perfeita concentração, e estuda-lo esquecendo dos outros tornava o trabalho esotérico muito difícil, como se não bastasse boa parte dos estudantes ainda não possuía uma auto-observação desenvolvida e mesmo quando percebia algum ego, não o eliminava pois estava ocupado com a morte de outro ego, por exemplo quem estava lutando por eliminar a IRA, só trabalhava com este ego e os outros como a LUXURIA, fazia a festa.

Resultado: após algum tempo de trabalho, os estudantes abandonavam a morte e apenas rotulavam seus defeitos (egos), aprendiam a se controlar e esqueciam o trabalho prático.

Vendo esta falha o Venerável Mestre Rabolu, um dos 42 juízes do Karma, ensinou uma nova técnica de morte: a morte em marcha, que consiste em trabalhar na morte em tempo integral, toda vez que qualquer detalhe se manifestar, se pede a Mãe Divina: “Mãe Divina mate este defeito”. Não importando a ordem, o tipo de defeito, nem nada, qualquer defeito em qualquer hora do dia que se manifeste, uma preocupação, um detalhe do medo, da ira, da luxuria, enfim simplesmente se pede a súplica, sem imaginar nada.

RESULTADO: em pouco tempo boa parte do estudantes estavam morrendo e liberando essência e despertando consciência no mundo astral, mas numa velocidade assustadora, a da TARTARUGA, pois o ego aprende a se manifestar sutilmente para que o sentido da auto-observação não o localize, e ainda que somente quando o mesmo se manifesta se trabalha na morte, logo esta técnica precisava de um suporte a mais...

Nos últimos anos iniciou-se uma nova revolução na morte do ego, os Mestres após analisarem seus discípulos e todos os aspirantes, resolveram entregar uma nova técnica para os estudantes que visitassem seus templos, o motivo era que o tempo estava urgindo, não haveria tempo para que os estudantes liberassem mais de 50% de essência antes do cataclisma que se aproximava.

Todo o estudante está recebendo o seguinte ensinamento em se tratando da morte do ego:

O TRABALHO COM O CRISTO, A MÃE E O PAI:

Esta técnica é conhecida nos mundos superiores como TÉCNICA DA MORTE ACELERADA.

Consiste no seguinte: pela manhã ao acordar o estudante faz a seguinte súplica: “Meu Cristo Intimo, eu imploro para que EXPULSES detalhes e efígies dos 49 níveis de minha mente, aos milhões, Mãe Divina MATA-OS, Pai Interno, FORÇA”.

Agora imagina-se uma explosão atômica liberando várias partículas de essência de cor azul e o Pai Interno as recolhendo em forma de um redomoínho e gerando uma força.

Depois se suplica ao Kaon Intimo: “Meu Kaon Intimo, daí-me a compreensão e o arrependimento sobre todos esses detalhes”.

Durante o dia se pede assim: CRISTO EXPULSA, MÃE MATA, PAI FORÇA. Também se pode continuar fazendo o pedido completo e até mesmo definindo um número de defeitos durante o dia, substituindo "aos milhões", por bilhões, trilhões, ou um número específico qualquer, assim: “Meu Cristo Intimo, eu imploro para que EXPULSES 10 bilhões de detalhes e efígies dos 49 níveis de minha mente, Mãe Divina MATA-OS, Pai Interno, FORÇA”. E se faz a súplica ao Kaon Intimo.

ATENÇÃO: DEVE-SE FAZER PARALELAMENTE A ESTA TÉCNICA A MORTE-EM-MARCHA DURANTE TODO O DIA. NO ENTANTO, QUANDO ESTIVER EM ASTRAL CONSCIENTE FAÇA A MORTE ACELERADA E VEJA O QUE ACONTECE.

Deve-se pedir para a Mãe Divina para que ela nos mostre o funcionamento da técnica no mundo astral. Observe os sonhos. Os Resultados da soma da morte-em-marcha com a morte acelerada é que em pouco tempo o estudante passa a fazer desdobramento astral consciente de forma voluntária.

Muitos acontecimentos tais como irritar-se com o atraso do ônibus, o trânsito, internet lenta, etc... passam a ser coisas do passado. A velocidade é da LEBRE. É possível liberar até 80% de essência somente com as súplicas de momento em momento, independente de se estar percebendo o ego atuando ou não, pois o ego está sempre atuando, se não o percebemos no mundo físico, tenha certeza que nos níveis mais profundo de nossa mente ele está lá vivinho e se manifestando. A morte acelerada resolve isso. Com a morte das efígies (representações mentais) pode-se conseguir o silêncio mental com uma facilidade estrondosa, mas lembre-se foram inúmeras existências acumulando lixo em nossa mente, e não é de uma hora pra outra que conseguiremos limpá-la, mas a ferramenta é esta, portanto: ABUSE.

A DIALÉTICA DA MORTE ACELERADA

Quando pedimos uma grande quantidade de detalhes de uma única vez para a nossa Mãe Divina o que ocorre é que o Cristo Intimo expulsa os detalhes mais fracos que possuímos em nossa mente, quando pedimos um número menor é expulso de nossa mente os detalhes mais robustos, entretanto em todos os casos todas a partes internas de nosso Ser trabalha na morte dos Detalhes ajudando de uma forma ou de outra a Mãe Divina, engana-se quem acha que existe distinção entre as funções das diversas partes de nosso Ser, quando se inicia verdadeiramente um trabalho esotérico na morte do ego, todas as partículas de nosso Ser trabalham intensamente por nos ajudar e ajudar a Mãe Divina.

Por outro lado quando pedimos um número muito pequeno de detalhes para a eliminação, não utilizamos todo o potencial de nosso Ser e perdemos uma boa oportunidade de Desenvolvimento Espiritual.

Entretanto, possuímos detalhes muito fortes dentro de nossa psique, especialmente os que foram desenvolvidos em vidas anteriores, logo é necessário pedir inúmeras vezes através da morte-em-marcha a morte do mesmo detalhe e mesmo assim ele resiste em não morrer, aí devemos apelar para o TANTRISMO.

Isto não significa que devemos ficar de mãos atadas, temos a técnica, então VAMOS À MORTE, pois deixar a última oportunidade passar é ignorância. CRISTO EXPULSA, MÃE MATA, PAI FORÇA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar! Está me ajudando a melhorar!
Beijos de luz
mirna